Fonte FMFonte FM
arrow_drop_down
A história da Trégua de Natal - Uma Noite Feliz

A história da Trégua de Natal - Uma Noite Feliz

A 1ª Guerra Mundial teve seu início em 1914 e ficou conhecida como "guerra das trincheiras", estilo de batalha com pouca mobilidade e muito poder de fogo.

Soldados cavavam trincheiras para se defender do inimigo em campo aberto. No entanto, os exércitos ficavam próximos. A distância média entre as trincheiras era de 100m, sendo possível ver e ouvir o exército inimigo.

O espaço entre as duas trincheiras era chamado Terra de Ninguém. Uma área aberta onde os soldados ficavam desprotegidos, podendo ser facilmente alvejados, mas que foi palco de um dos maiores símbolos de paz de toda a história humana.

Se aproximava o fim do ano e um forte inverno havia chegado. Os soldados acreditavam que o conflito seria resolvido antes do Natal e que retornariam para casa o quanto antes.

Não foi o que aconteceu, e a guerra se estendeu pelo mês de dezembro.

Na véspera do Natal, algo inesperado aconteceu. Da lama e do frio das trincheiras, os soldados viram um brilho que não era o da pólvora acesa.

Tropas alemãs decoraram o entorno de suas trincheiras com velas e árvores de Natal e começaram a cantar uma música familiar. Mesmo sem entender alemão, os ingleses reconheceram a melodia: era “Noite Feliz”.

Os britânicos responderam. Juntos, cada grupo cantava a mesma canção, cada um em seu idioma.

Surgiram convites para uma trégua. Além de não atacar, as propostas eram também para um encontro pacífico.

Um capitão alemão e um inglês se levantaram ao mesmo tempo e saíram caminhando pela Terra de Ninguém, um em direção ao outro.
Ao se encontrarem no meio do caminho, cumprimentaram-se com um aperto de mão. Dava-se início a Trégua de Natal.

As nações em guerra se aproximaram, trocaram presentes como cigarros, tabaco, alimentos, álcool, botões e chapéus dos uniformes, com direito a uma barbearia improvisada para cortes de cabelo e partidas amistosas de futebol.

Depois das confraternizações, velaram os corpos de seus companheiros em paz. A notícia da trégua se espalhou pelo mundo, tornando-se um símbolo universal de paz.

De certa forma, a guerra acabou no Natal de 1914, mesmo que por algumas horas.